sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

"Flor da pele" - Javier Moro

A história sobre a expedição espanhola que sai da Espanha em fins do século XVIII e segue para a América Central e do Sul, México, a fim de combater a varíola, traz muitos detalhes interessantes, como a descoberta da vacina, a origem dessa palavra (que vem de "vaca" de onde pela primeira vez se extraiu o vírus) porém, diferente de seus dois outros livros que li, este não me empolgou.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

"Flores do Jardim Botânico do Rio de Janeiro"

Ganhei hoje um super presente: O livro "Flores do Jardim Botânico do Rio de Janeiro" de Cecilia Beatriz da Veiga Soares e com fotos lindas do João Quental.

sábado, 12 de novembro de 2016

Trecho do livro "De geração em geração, recordações pessoais de um legado chassídico" de Abraham J. Twerski

“Certa vez o Chafetz Chaim estava voltando para sua casa em Radin, quando sua carruagem passou por um homem que caminhava pela estrada. O Chafetz fez o motorista parar e ofereceu uma carona até Radin. Depois de entrar, o homem começou a conversar e disse que se encontrava a caminho de Radin para ver o grande tzadik, o Chafetz Chaim. O Chafetz Chaim encolheu os ombros. “Eu não sei porque você está fazendo tanto esforço”, disse ele. “Não há nada de especial para ver neste homem. Ele é idêntico a qualquer outra pessoa” O homem ficou furioso. “Como ousa falar com tanto desrespeito sobre o maior tzadik de nossa geração!”, gritou ele e, de tanta raiva, deu um tapa na face de Chafetz Chaim. Mais tarde, em Radin, quando o homem foi cumprimentar o Chafetz Chaim e reconheceu que este era o homem em quem ele batera, caiu a seus pés e pediu perdão. O Chafetz Chaim sorriu. “Perdão? Não há necessidade de perdão”, disse ele, “Afinal de contas, você estava defendendo a minha honra. Mas eu aprendi algo novo com esta experiência. Eu sempre assinalei o quanto é ruim menosprezar os outros. Agora eu sei que também é errado menosprezar a si mesmo”.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

"Uma vida pequena"

Uau, faz tempo que não escrevo aqui.
Gostei muito mesmo desse livro, "Uma vida pequena", de Hanya Yanagihara. É um dos poucos livros que, de alguma forma, me mobilizaram na empatia com o personagem. Há um momento em que a estória fica bem "punk", que dá mesmo vontade de pular as páginas e não ler, e me incomodou um pouco o fato de todos os personagens serem tão bem-sucedidos, mas o que fica é um romance que, de tão humano, é muito bonito.

terça-feira, 13 de agosto de 2013

"O castelo de papel" - Mary del Priori

Neste livro, a autora retrata a família imperial, especialmente a princesa Isabel e seu marido, o Conde D'Eu, sob um ângulo nada favorável; preferi os livros anteriores dela, porém gostei muito de conhecer um pouco sobre a vida do conde na França, antes de seu casamento, e do relacionamento com seu pai e irmão. Bacana também a edição trazer fotografias, algo que sempre é legal.

"A parisiense" - Ines de la Fressange

Adorei este livro, escrito pela ex-modelo Ines de la Fressange, sobre o estilo de se vestir todo próprio (e sempre charmoso) das parisienses. As dicas são bem bacanas - especialmente saber que elas não estão nem aí para frescuras do tipo "não usar peças de coleção passada" , o que anda ocorrendo por aqui - misturando peças clássicas com algo da moda, seja uma bolsa, bijuterias, sapatos. Também os desenhos que acompanham os comentários feitos pela autora são umas gracinhas e enfeitam pra valer o livro. Quanto às dicas de sites que ela dá no final, bem, não achei nenhuma "nada tanto assim", mas talvez possa ser interessante para quem vai até Paris visitar algumas das lojas citadas.

segunda-feira, 8 de julho de 2013